Além de Curvas e Bifurcacões



Essa vai para minha amiga Julie e as analogias de si mesma.

Quando deletei o meu Curvas e Bifurcações, optei pela destituição de mim mesma ou de parte de mim. Nunca estou completa, por inteiro quando observada por outros olhos - não permito que me decifrem. Só me desnudo para mim mesma...nem mesmo para ele...quanto mais para os outros.

Mas, não haviam curvas e bifurcações - nunca houve. Há uma estrada a ser seguida e é nela que quero estar. É ela que me satisfaz, independe do que encontrarei mais a frente...além da curva...além de mim.



Para além da curva da estrada

Talvez haja um poço, e talvez um castelo,

E talvez apenas a continuação da estrada.

Não sei nem pergunto.

Enquanto vou na estrada antes da curva

Só olho para a estrada antes da curva,

Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.

De nada me serviria estar olhando para outro lado

E para aquilo que não vejo.

Importemo-nos apenas com o lugar onde estamos.

Há beleza bastante em estar aqui e não noutra parte qualquer.

Se há alguém para além da curva da estrada,

Esses que se preocupem com o que há para além da curva da estrada.

Essa é que é a estrada para eles.

Se nós tivermos que chegar lá, quando lá chegarmos saberemos.

Por ora só sabemos que lá não estamos.

Aqui há só a estrada antes da curva, e antes da curva

Há a estrada sem curva nenhuma.


(Fernando Pessoa. In Poemas Completos - Alberto Caeiro)




5 comentários:

Julie disse...

Beth Show! Que belissimo texto. Amei, me desnudo nessa vontade de me fazer estar viva!
Parabens!!!
Bjs

Ela disse...

E a estrada ... e a curva... E estradas sem curva, estas eu nem conheço.

Seguir em frente sempre, este é o melhor a fazer, andar horas rápido, horas lentamente... Mas andar, sempre.
Seguir, refletir onde ja passou e sonhar com o que está chegando.

adorei!

Luma disse...

Beth, a predisposião para se mostrar não depende somente de nossos estímulos internos. As retas são curvas porque sempre retornamos ao ponto de partida. Vê quando nos aproximamos de uma curva e se formam uma parábola, não enxergamos a curva, somente quando olhamos por fora dela. E neste labirinto interno que olhado de fora pode parecer complicado e dificil de ser expressado, mas que olhado de dentro pra fora, enxergamos o certo, somente aquilo que nos é prioritário.
Nossa! Será que compliquei?? Liga não (rs*) Beijus

Paola disse...

Que lindo meu amor.
Saudades...e que espaço lindo!
Adorei!
O estranha voltou...diferente, enfim...agora são 2. rs

Que seu findi seja maravilhoso assim como vc é pra mim!

Beijos,

Love u.

adaobraga disse...

Curva e Bifurcações é caracteristico da natureza humana!

Postar um comentário

Se você não consegue entender o meu silêncio de nada irá adiantar as palavras, pois é no silêncio das minhas palavras que estão todos os meus maiores sentimentos.
(Oscar Wilde)